Comparativo CDI x IPCA.

De janeiro/2008 a setembro/2018, o CDI médio foi de 10,48% ao ano. O CDI líquido (para a alíquota de 15%) ficou em 8,91% ao ano.

Já o IPCA anual médio nesse período foi de 5,94%.

Alguns resultados:

- Na média, o CDI superou o IPCA em 4,28% ao ano.

- Já o CDI líquido superou o IPCA em 2,80% ao ano.

Conclusões:

- Títulos do Tesouro Nacional (de risco menor ou igual ao risco CDI), de taxa indexada ao IPCA de remuneração média real maior ou igual a 4,28% ao ano, foram mais rentáveis (e mais eficientes na relação risco/retorno) que o investimento bancário a 100% do CDI. Isso sem levar em consideração o fator liquidez.

- Títulos de crédito privado não bancário (que possuem isenção fiscal), de risco menor ou igual ao risco bancário (para aplicações desenquadradas do FGC), pagando 2,80% de remuneração média acima do IPCA, foram mais rentáveis (e mais eficientes na relação risco/retorno) que o investimento bancário a 100% do CDI.

- Esses mesmos títulos de crédito privado não bancário, com prêmio de risco (por trocar um título do Tesouro Nacional por um título de dívida de uma grande empresa ou de projeto de infraestrutura) maior que 148 bps (basis points) – ou 1,48% – foram mais rentáveis (e mais eficientes na relação risco/retorno) que os títulos do Tesouro Nacional indexados ao IPCA.

Se você julga que essa informação será relevante para seus amigos, compartilhe.

Se você quer participar das discussões aprofundando essa e outras informações, junte-sa a noso grupo no WhatsApp. Entre em contato que lhe enviaremos o convite.

Um abraço,

Rodrigo Leone