Gestor Financeiro Pessoal

Coaching |

Os 5 estágios das finanças pessoais: o estágio TRÊS


por GestorFP

Essa é a quinta e última parte da série os 5 estágios das finanças pessoais. Falaremos sobre o estágio TRÊS: a independência financeira.

A caminhada é longa, mas tende a ser compensadora. Para chegar à independência financeira temos que nos tornarmos melhores do que jamais fomos: e esse processo resulta em uma espiral de auto aperfeiçoamento constante, não só no que se refere às finanças pessoais.

– O estágio ABAIXO DE ZERO mostrou o cenário a as situações em que grande parte da população brasileira está inserida. Sem consciência e habilidade para lidar com dinheiro, as pessoas consomem compulsivamente reagindo a estímulos de marketing e, muitas vezes, entrando em vários níveis de endividamento;

– O estágio ZERO tratou de mostrar algumas ideias e caminhos para aprender o básico das finanças pessoais: é o momento em que se começa a desenvolver consciência, mas não tem habilidade – tem, na verdade, muitos pequenos hábitos a serem desenvolvidos e sedimentados;

– No estágio UM a pessoa já tem mais habilidade e consciência financeira: é capaz de pensar e se comportar de forma a ter investimentos financeiros. Tratamos de reserva de emergência e seguros nessa etapa;

– Depois, falamos do estágio DOIS que é basicamente fazer mais do mesmo, melhorando a eficiência do uso do dinheiro, consumindo aquilo que realmente importa, trocando dívidas caras por dívidas baratas, esforçando-se mais para atingir o estágio TRÊS que trataremos agora.

Falando de finanças pessoais, muito provavelmente a independência financeira é a meta final. É o estágio em que você venceu o jogo do dinheiro, não há mais a necessidade de se preocupar com ele e pode usar seu recurso mais valioso como bem desejar: o tempo.

Mas o que independência financeira significa, exatamente?

Independência financeira é um conceito muito particular já que diferentes conceitos trabalham de maneira distinta para pessoas diferentes. Uma das definições tradicionais é: “nenhuma pessoa é livre, no sentido econômico, a menos que tenha renda proveniente de investimentos independente de trabalho direto”. Descomplicando o economês: Independência Financeira é quando uma pessoa tem meios financeiros suficientes para manter o estilo de vida que deseja sem trabalhar.

Você se torna independente financeiramente é quando você está acima da névoa, dos medos, do fanatismo com relação ao dinheiro que nos aflige durante a vida. É parar de se preocupar com dinheiro. O jogo foi vencido. Acabou. Muitas vezes esse momento se traduz como um estado de paz, de tranquilidade.

“Mas quando vou saber se atingi minha independência financeira?” Simples. Quando o dinheiro acumulado for o bastante. Nós temos que quebrar a antiga crença que devemos ser ricos (financeiramente falando) para sempre. O bastante é o que importa. Se você quiser fazer de meta “tornar-se milionário” não tem problema. Mas bem antes disso o jogo pode ser vencido: vai depender do seu estilo de vida (sugiro que leia mais sobre isso nesse post que escrevi: Sim, você também pode ser um milionário).

Por outro lado, Independência Financeira é somente um outro nome para aposentadoria (não gosto muito disso, me faz sentir velho [risos]). Infelizmente, aqui no Brasil são poucas pessoas que aos 60 ou 65 anos podem declarar independência financeira. Muitos ainda têm que continuar trabalhando para se manterem. Então, quem ainda não chegou lá (especialmente para aqueles que ainda têm 15-20 anos ou mais de trabalho ativo) trate de arregaçar as mangas e construir seu futuro financeiro: querendo ou não, estamos diante de avanços cada vez mais expressivos na medicina e na tecnologia e eles contribuirão para que se tenham cada vez mais centenários.

 

O que vem depois, já que a Independência Financeira é o último estágio? Não sei. Talvez os esforços possam ser destinados a ajudar outras pessoas, a inspirar de alguma forma a se tornarem seres humanos melhores, é criar, desenvolver… talvez os objetivos tendam a se tornar mais altruístas e espirituais. Quem chegou aqui venceu o jogo do dinheiro. O próximo estágio fica a seu critério!

***

Agora é com você: o que significa independência financeira? Se você fosse independente financeiramente, o que você faria? Como alcançar esse estágio mudaria a sua vida? Essa é uma de suas metas? Se não, por que não?

Phillip Souza

Sócio-diretor executivo da Criterion e autor do blog “Riquezas da Vida” que trata de diversos assuntos relacionados a comportamento financeiro, psicologia econômica, finanças pessoais e investimentos. Consultor associado da GestorFP em Belo Horizonte.

 

Congresso de Coaching Financeiro: participe!

O CONACOACHFI é o 1º Congresso Nacional de Coaching Financeiro realizado no Brasil. Serão mais de 30 palestras com as maiores referências do Coach Financeiro do país, compartilhando métodos, técnicas, […]